Ego

Já debati horas e horas, sobre o certo e o errado.
Já encarei o medo há um palmo dos meus olhos.
Já fui presenteado pela sorte.
Já fui amigo do acaso.
Já fui abençoado pelo sol e pelo mar.
Já fui amaldiçoado por línguas profanas.
Já fui e já fiz uma infinidade de coisas.
Hoje sei oq sou e o que quero, sou uma maquina de certezas, mentira, não faço a menor idéia, nada sou.
Sou o vestígio de uma grande explosão que um dia irá acontecer.
Tenho um ego gigantesco e avassalador.
Peço desculpas aos que se consideram pequenos, mas ao seu desagrado, eu sou grande, volumoso, forte e dominador.
Aos que se consideram fortes, peço desculpas por não saber converter minhas lágrimas num sorriso falso de contentamento.
Não sou melhor que nenhum outro ser vivente, mas sou melhor do que já fui, e busco ser melhor do que já sou.
Não sei que penso sobre a dor, a dor é egoista, não sou mesquinho, e acho justo que toda mesquinharia seja recomposta em dor.
No meu caso a dor se chama culpa, culpa por não ter tido cuidado, culpa por alguem ter extrapolado um limite, o meu limite.
Sou de riso e palhaçada, de mesa farta, porta aberta e lençóis macios.
Não deixo de dormir pelo meu chefe, meu chefe nunca estará acima de mim, nem ninguem.
Todos vivem no topo, alguns resolvem descer, mas, eu…
Sou o topo.

O ego.ego (1)

Sobre @le_oshiro
....

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: