3º Festival de Verão de Paranapiacaba

3º Festival de Verão de Paranapiacaba

Durante as duas primeiras edições do festival, um objetivo sempre foi claro, ganhar um espaço no calendário cultural da Vila de Paranapiacaba que fosse utilizado de forma livre, aberto a diferentes tipos de expressão, deixando de lado as grandes produções, criando assim atividades intimistas que valorizam os pequenos negócios da vila e aproximam o publico da produção cultural.

A produção cultural tem como principal objetivo a expressão da realidade, através de diferentes pontos de vista. Além das atividades artísticas o festival foi se fundindo com o tempo a ideais coletivos, visando a discussão da sustentabilidade e qualidade de vida de forma integral.

Neste ano gostaríamos de ter de volta, todos que já participaram das edições anteriores e trazer novos projetos. A grande diferença na forma em que essas atividades serão apresentadas ao público na 3ª edição é que toda atividade e todo espaço que receber intervenções irá contar sua histórias em um bate papo aberto, onde as raízes, influências e o cotidiano construirão um visão mais ampla de todas intervenções.

As atividades que antecedem o festival já estão acontecendo há mais de 3 meses, e tem aproximado a produção do evento cada vez mais da realidade e do dia a dia dos moradores e visitantes de Paranapiacaba.

Experiências inéditas irão compor parte das atividades. Nesta edição teremos intervenções nas ruas, restaurantes, pousadas, bares, residências e trilhas temáticas prometem revelar detalhes da paisagem natural, arquitetônica e humana da vila.

Paralelamente iremos contar a história da construção da identidade cultural Brasileira, traçando uma linha do tempo e contando como foi o processo de chegada das diferentes etnias que hoje vivem aqui e se misturam, transformando o povo Brasileiro numa síntese do mundo. Imigrantes que chegaram de navio e por outros meios de locomoção trarão para o festival sua história e a história da construção de suas famílias.

Atividades prometem uma viagem no tempo, resgatando hábitos e atividades que aconteciam no passado, voltam e trazem junto a lembrança e a experiência de como foi e de como é viver na pequena vila Inglesa.

Calendário Previsto:

Até 12 de Dezembro
Inscrição de atividades e espaços
Elaboração dos pacotes turístico/culturais

A partir de 15 de Dezembro
Inicio da venda antecipada de ingressos e pacotes para o festival

21 e 22 de Dezembro – Celebração entrada do Verão
+ Passeata que irá sair da frente da Igreja do Bom Jesus de Paranapiacaba
até o Campo de Futebol em pedido a volta do Trem e a segurança da SP-122(Rodovia
que liga Paranapiacaba à Rio Grande da Serra, que não oferecer condições de segurança
para motoristas, ciclistas, pedestre e animais silvestres.)

17,18 e 19 de Janeiro – Pré Estréia

26 de Janeiro – Atividade promocional no Parque Prefeito Celso Daniel

De 7 à 16 de Fevereiro – 3º Festival de Verão de Paranapiacaba

Intervenções promocionais irão acontecer entre Dezembro e Fevereiro em diversos locais da grande São Paulo, e todos os finais de semana estaremos compartilhando o espaço do projeto REVIVA que irá transformar a decoração de natal da 6ª Edição da FOPP em hortas verticais que estarão abertas para oficinas durante o festival.

O evento terá diferentes formas de captação de recursos, sendo elas:

Venda Antecipada de Ingressos e pacotes de viagem
Financiamento coletivo
Patrocinadores(Apenas empresas que respeitam os conceitos de sustentabilidade, relações de trabalho e renda e impacto ambiental
neutralizado)

Lembrando que a escolha do local será feita pela atividade em visita técnica a ser realizada na vila, a atividade deverá indicar um representante que terá contato direto com o responsável pelo espaço. Todo espaço ficará responsável pela recepção dos integrantes
da atividade, oferecendo uma refeição e bebida de acordo com o decidido antecipadamente. As atividades que tiverem necessidade de equipamentos para sua realização contarão também com apoio do espaço e poderão utilizar uma receita antecipada da venda de ingressos para custos relativos a montagem e realização de cada uma.

Interessados em fazer parte dessa celebração de independência e liberdade entrem em contato com a produção aqui pela página do face:
https://www.facebook.com/FestivalDeVeraoDeParanapiacaba?ref=hl
ou pelo email:
subsete@hotmail.com

Está dada a largada!

Programação dias 02 e 03 de Março

Imagem

Como chegar, hospedagem e mais informações em:

www.festivaldeveraodeparanapiacaba.wordpress.com

Acontece nos dias 2,3,9 e 10 de Março a segunda edição do festival de verão de Paranapiacaba. O evento é produzido e realizado por artistas e profissionais de diferentes áreas com objetivo de proporcionar ao publico uma experiência única de bem estar e entretenimento.
Shows, exposições, cinema, oficinas de arte, artesanato local, palestras, terapias naturais, circuito de culinária vegetariana, trilhas e muitas outras atividades fazem do festival uma oportunidade única de reimaginar o cotidiano.
Respire ar puro do alto serra, se renove em uma cachoeira e viva a os benefícios terapêuticos da água utilizada para preparo de alimentos e para o banho, vinda direta das montanhas. Paranapiacaba é um convite ao futuro.

Segue a programação dos dias 2 e 3 de Março:

*Trilhas, museus, passeio de maria fumaça e outras atrações que acontecem regularmente na vila são oferecidas diretamente por seus responsáveis.

Sábado dia 02 de Março

Antigo Mercado
Exposição Infinito Olhar
Exposição Mulher em Movimento
Exposição Arqueologia da Ferrovia
Espaço Naturologia – Terapias Naturais
Artesanato local
10:00 Às 11:00 – Palestra o principio inteligente do universo
11:00 Richter com malabarismo de espadas
14:00 Luis com Sitar Indiano
15:00 Oficina de Arteterapia – Confecção de Mandala com sementes
15:00 Palestra Parto Humanizado
16:30 Adriana Moura

Pousada Shamballah
11:30 – Aula Aberta de Yoga(participantes tragam toalha, tapete ou canga)
13:00 Vivência Renascimento
16:30 Vivência Antroposófica: Improviso de contato + Dialogo das cores

Cavalo de Tróia Rock Bar
Das 18:00 Às 22:00 – Show com as bandas Glassbox e Rei Burdogue

Cantinho da Terra
Das 19:00 Às 22:00 – Voz e violão com Adriana Moura, Nelson Rodrigues e convidados.

Estação do Sabor
Das 14:00 às 17:00 – Banda Radiônica
Das 18:00 às 22:00 – Bandas: Juão Palmito e o talo da pinha, Johnny Apgar Zero,
O Mandruvá, Colettive, Star 61 e X só Pretty

Restaurante Tradição dos Pampas
Das 19:00 às 22:00 – Paloma Bastos e banda Jardim

Domingo dia 03 de Março

Antigo Mercado

Exposição Infinito Olhar
Exposição Mulher em Movimento
Espaço Naturologia – Terapias Naturais
Exposição Arqueologia da Ferrovia
Artesanato local
Exposição Dênis Pinho
10:00 Palestra – Terapias Alternativas e concepções de saúde e doença
11:00 Richter e malabarismo com espadas e outras intervenções
11:30 Ciclo de Palestras sobre medicina natural
13:30 CineClube Em Prol da Vida – Curta + Oficina da Caixa Mágica
15:00 Oficina de Cerâmica
18:00 Cerimonia de encerramento – POCKET SHOW COM A BANDA X só PRETTY

Pousada Shamballah
12:00 Vivência Chi Kung
14:00 Vivência – Aprimoramento do ser – Meditação para quem nunca meditou

Cavalo de Tróia Rock Bar
das 14:00 Às 19:00 – Show com bandas do Cenaandreense

Informações como endereço, descrição das atividades, como chegar, hospedagem e contato direto com a produção do evento podem ser obtidas em:

WWW.FESTIVALDEVERAODEPARANAPIACABA.WORDPRESS.COM
FACEBOOK.COM/FESTIVALDEVERAODEPARANAPIACABA
FESTIVALDEVERÃODEPARANAPIACABA@GMAIL.COM

Pré Estréia 2º Festival de Verão de Paranapiacaba

Pré Estréia 2º Festival de Verão de Paranapiacaba

Venha conhecer algumas das atrações do evento e os espaços
que receberão as atividades do 2º Festival de Verão de Paranapiacaba.

Atrações Confirmadas:

Teatro União Lyra Serrano:
Dia 16
Banda O Ana Bela
Banda Radiônica
Banda Encruzilhada
Adriana Moura

Dia 17
Grupo Teatral Marambaia
Cia de Teatro Criart
Banda Glassbox
Banda Pallas

Quintal Bar
Dia 16
Banda O Ana Bela
Mario Regini
Adriana Moura
Jhonny Jamal

Dia 17
Banda 4ºPlano
Banda Estampa Retrô

Cavalo de Tróia
Dia 16
Banda Vetera
Banda Radiônica
Banda Encruzilhada

Dia17
Banda Glassbox

Palco Multi – Varanda velha – Confraria do Cambuci – Tradição dos Pampas
Dia 16
Banda Elemento Reggae
Banda X So Pretty
Banda Barbearia Club

Dia 17
Cena Andreense
Banda Rei Burdogue

Antigo Mercado
Dia 16
Exposição Infinito Olha
Espaço Naturologia
Exposição Paulo Mardi
Luiz e musica brasileira no citar indiano
Oficina de Arteterapia

Dia17
CERBERUS VORAX – MEDIEVAL
ORDO DRACONIS BELLI
DRAUMUR
KRIEG
Oficina Cerâmica
Espaço Naturologia

E nos dias 2,3,9 e 10 de Março acontece o 2ºFestival de Verão de Paranapiacaba

Ingresso: Passaporte Cultural R$20,00 Válido para todas atividades dos dois dias.
R$10,00 Entrada por atividade individual
Atenção será vendido exclusivamente na pré estréia o passaporte permanente que vale para os 3 finais de semana do evento, diferente do passaporte cultural que vale por apenas um. Pelo valor de R$25,00 – Apenas 100 unidades disponiveis

2º Festival de Verão de Paranapiacaba

Imagem 

Calendário Oficial das atividades do 2ºFestival de verão de Paranapiacaba:

26 e 27 de Janeiro – Reunião com parceiros da vila, inscrição de atividades e reunião com atividades já inscritas no evento.

2 e 3 de Fevereiro – Audição aberta no Teatro União Lyra Serrano das 10h às 17h

16 e 17 de Fevereiro – Pré Estréia do Festival

De 1 à 10 de Março – 2º Festival de Verão de Paranapiacaba

Mais informações em breve!

Festa junina tradicional rancho ana bela

Festa junina tradicional rancho ana bela

Unidade

Já não me sinto mais mortal, já não me sinto mais vulnerável ao tempo.

Já não desejo que minha vida continue, ou que ela acabe.

Me sinto como parte de uma unidade, sem divisões,  sem espécies e sem prazos.

Não sou só homem, não sou só eu…sou a sintese do ar, da terra, sou tudo.

Me sinto em todos os lugares e sinto todos em mim. Não acredito que homens são mais importantes que arvores, nem que abelhas são menos importantes que flores, não existe mais o Maior nem o Menor, não existe mais o favorecido nem o desfavorecido, não existe mais o vilão nem o mocinho, não existe mais o bem e o mal.

Existe a existência e ela não precisa de explicações, ela é da mesma forma em todos os lugares, o que muda é oq cada um faz com a sua, mas, para o universo não importa se sua casa é grande e qual tecnologia vc utilizou para construi-la. Nas leis universais não existem leis, existe o que existe e se existe é bom, e deve ser usado.

Não acredito que possamos destruir nada, além de nós mesmos, mesmo assim, a morte não é meu fim e o meu nascimento não foi o meu começo.

A vida é uma, e tudo e todos a possuem de forma ininterrupta. Trocamos de formas, de lugares e de espécies… mas nunca deixaremos de estar vivos.

Sou arvore…sou alface e feijão, sou agua e terra que germina, sou avião, sou estrela, sou asia, sou plutão. Não quero ser melhor que nada, pq pra mim não existe melhor. Existe meu gosto, sim… E a forma com que me qualifico e qualifico as coisas.

E o amor… existe?

Sei que sim, mas ainda não sei oq é, de onde vem, quando chega e nem quando passa.

Suspeito, que antes do amor, cada coisa era uma coisa… nada se fundia, nada se comunicava, nada existia. Até que um dia… Cansei de ser só e constante para estar junto e mutante.

Seja bem vindo ao mundo dos SONHOS.

 

Ia começar esse texto com uma pesquisa sobre o que a ciência fala o sobre os sonhos.

Resolvi, descartar o que já li sobre isso, e partir das minhas experiências e concepções sobre eles.

O sonho mais antigo que me lembro, devia ter uns 4/5 anos, estava na porta balcão da casa que morava, quando ainda morava na chacara da minha vó e ainda existia a porta balcão que dava direto pra rua, essa não existe mais, foi fechada,  por motivos de “segurança”.

Estava lá, era uma noite com uma lua bem cheia, e estava olhando pra ela, quando aparece um cavalo com asas, se coloca em frente a porta balcão, eu subo em cima dele e ele me leva pra lua.

Nessa época assistia muito ” Cavalo de Fogo”…

Outro sonho dessa fase, eu estava voltando pra casa com minha irmã, quando derrepente aparece um bicho papão enorme e começa a nos perseguir, a Cê saiu correndo e eu tentava correr, mas não saia do lugar, ai o bicho papão chegou perto de mim, e pluft, acordei.

Costumo sonhar muito e com freqüência, sempre lembro do que sonhei, na verdade gosto de ficar na cama um tempo antes de levantar lembrando os detalhes dos meus sonhos.

Acredito mais no meu sub consciente do que no meu consciente, não me preocupo em estabelecer regras rápidas, nem em ficar pensando muito antes de tomar um decisão, isso não quer dizer que eu faça as coisas por impulso, na verdade tento desafiar coisas que tenho medo, vivo me virando de ponta cabeça, fazendo caminhos diferentes, provando sabores novos, tentando ver um reflexo inédito na frente do espelho e deixo pro meu sub consciente o trabalho de juntar essas experiências e transforma-las na forma com que eu interajo com a realidade.

Acho que o sonho é um grande test-drive, nossa mente simula determinadas situações e nos coloca como personagens de nós mesmos, um belo video game em 3d, nele os nossos medos e prazeres se cruzam com nossas lembranças e constroem baseados no nosso potencial criativo, uma nova realidade, a mais próxima de nós mesmos que podemos viver. Podemos morrer, voar(sonho constante esse), Salvar alguém de uma situação de perigo, além de nos tornarmos grandes arquitetos de cidades, carros, universos e formas. A criatividade explodi.

Abrimos os olhos ao amanhecer e encontramos-nos nela. Podemos não lembrar daquilo que sonhamos na última noite, nem de tudo que já sonhamos na nossa vida, mas a nossa cabeça, registra e aplica no nosso cotidiano um reflexo do que vivemos de olhos fechados.

O mundo se altera, dia a dia…e de onde vem a nossa vontade de alterar tudo isso?

Feche os olhos…e descubra.